quarta-feira, 31 de outubro de 2012

O "PONTO"...


Quem se lembra deste jornal dos anos oitenta? O Baptista Bastos entrevistava sempre um cantor, um pintor, um escritor, um político e muita outra gente das mais variadas vertentes da sociedade. Era um belo jornal. Havia também o "Sete", outra maravilha das artes e das cantigas. O Viriato Teles  tinha sempre na ponta da sua caneta algo a dizer sobre o Zeca, o Adriano, o Luís Cília, o Fausto, o Sérgio Godinho, ou seja, os do costume que faziam a diferença na música portuguesa. 
Mas o "Ponto" era de facto um grande jornal. Ainda tenho em meu poder muitos recortes dessa época. Por exemplo uma grande reportagem sobre o 1.º de Maio de 1982, em que caiu "molho" no Porto que não foi brincadeira. Isto não foi assim há tanto tempo para ser uma recordação.  É apenas um olhar ali para a esquina do tempo

PELAS PALAVRAS DE ALICE...

Para mim é novidade. Se calhar para outros não é. Alice Macedo Campos é uma poetiza de Penafiel e devo dizer que escreve belos poemas. Uma surpresa. Uma surpresa daquelas que valem um punhado de músicas. Nada de arraiais, nada de festas, nada de bandeiras, mas muita poesia. Repito: eu não sabia de nada. Agora já sei muito mais, por muitas Escritarias, por muitas gritarias que aconteçam por aí, eu prefiro destas coisas mais simples, mas que enchem de poemas e poesia tudo aquilo de que somos compostos... 
Alice Macedo Campos já escreve já há alguns anos. Já publicou alguns trabalhos e eu não sabia de nada. Ainda fui, ou vou a tempo...

ALICE MACEDO CAMPOS...



O livro está deitado sobre a terra
depois de bater às portas da imaginação.
Dentro tem uma mulher e um homem,
unidos pela raiz de uma densa árvore,
nas grandes páginas abertas.
A ponte onde nos encontramos,
quando éramos afastados um do outro,
e a minha boca se abriu inteiramente à tua, 
atravessa agora a noite da nossa vida
para o lado insuspeito da felicidade.
Nas casas que habitamos, quer sejam
a cegueira, ou a terrível doença, um amor
cada vez mais triste perdura no silêncio,
até que o meu coração seja no teu
o possessivo coração do medo.

terça-feira, 30 de outubro de 2012

O SELO...

Clicar para ampliar
Estou capaz de dizer que isto é melhor que uma escritaria. 
Reparem no selo. Não é o Lobo Antunes. É alguém que já me pôs ao corrente de muita coisa que aconteceu em Penafiel em tempos mais recuados. Não é da minha família, apesar de termos ambos o mesmo nome. Viva o Tião Bessa... 

OBVIAMENTE, FEIRAS DO LIVRO...


A escrita ria de António Lobo Antunes quando este disse em Penafiel que "já não aprendo nada de ninguém". Isto levado à letra não cai bem em lado algum. Parece que António Lobo Antunes já sabe tudo. Não tem mais para saber, para aprender. Já vi que ele não alinha em aforismos ou provérbios como "Aprender até morrer" ou "o saber não ocupa lugar". Sócrates disse um dia "sei que nada sei".  Lobo Antunes já sabe tudo. Saberá. Quem sou eu para o desmentir?
Se calhar quereria dizer outra coisa que não esta que estou aqui a dissecar.  Mas também não é isso que importa aqui dizer. Adiante.
Não aplaudi a Escritaria que parece que deslumbrou Penafiel inteira. Foi positiva? Acho que sim. Foi boa para Penafiel? Não sei. Mas vamos dizer que sim também. Não custa nada.
Mas uma coisa volto a dizer: eu não realizaria a Escritaria. Não dedicava um fim de semana inteiro a um escritor seja ele quem for. Não faria um festival em volta de um só autor.
Há tempos um amigo meu dizia e com toda a razão, quem em vez das Escritarias, se devia realizar Feiras do Livro em Penafiel em que podiam estar presentes autores como Saramago, Urbano, Agustina, Mia Couto,  Lobo Antunes entre tantos outros. Estes seriam cabeças de cartaz  numa iniciativa aberta a todos os autores que se quisessem inscrever e comparecer. Quantas Feiras do Livro este executivo camarário já realizou desde que está no poder em Penafiel? Nenhuma. Se não fosse a AEP de Penafiel, o panorama seria ainda mais desolador. Noutros tempos havia Feira do Livro em Penafiel. Foi através delas que conheci autores como Manuel António Pina, Manuel da Fonseca, Baptista Bastos, etc.
O que se pretende em Penafiel, são Feiras do Livro na esteira de outras que se realizam um pouco por todo o país. FEIRAS DO LIVRO, percebeu senhor presidente, Dr. Alberto Santos? FEIRAS DO LIVRO. Sabe para quê, Sr. Presidente? Para também se poder ver,  ler, e conhecer escritores  e poetas de Penafiel e do Vale do Sousa. Por exemplo, sabe quem é Alice Macedo Campos? Se calhar não sabe. É poetisa. Nasceu e reside em Penafiel...

domingo, 28 de outubro de 2012

TORTAS DE S. MARTINHO...

O Sarrabulho Doce, confecionado a partir do sangue de porco cozido, estimula o paladar mais exigente. Em Paços de Ferreira, os ovos são preparados com miolo de amêndoa e coco para criar as Rochas da Citânia, e o Cavaco é um doce que apenas pode ser encontrado em Paredes, feito de massa espessa de castanhas, recheada com creme de ovos, açúcar e canela. Os Bolinhos de Amor são servidos em Penafiel, especialmente ao chá, que poderá ser acompanhado, ainda, por Rosquilhos, um doce regional feito a partir de farinha de trigo. Em novembro, ainda em Penafiel, delicie-se com as famosas e agridoces Tortas de S. Martinho.

Tortas S. Martinho
Num site da Rota do Românico dedicado à gastronomia da região, encontramos esta pérola. 
Se este prato é um prato de tortas de S. Martinho eu vou ali e já venho. Que falta de informação que anda por esta zona.  Ainda ontem fui àquela loja que está junto à Igreja da Misericórdia e perguntei se tinha tortas de S. Martinho e a menina que lá estava, mostrou-me umas tantas iguais a estas. Volto a dizer:  Se isto são tortas de S. Martinho, as verdadeiras tortas de S. Martinho são o quê? Não digo mais nada.  Já fede de tanto analfabetismo gastronómico...


Aqui estão as tortas verdadeiras. Pelo menos são as que se parecem mais com as que antigamente se consumiam no Coelho das Tortas. Uma tasca que existia abaixo do antigo Cine Teatro S. Martinho...
Se o meu amigo Fernando Oliveira me autorizar eu coloco aqui uma pequena publicidade em que fala das tortas de Basto, que posteriormente passaram a ser as tortas de S. Martinho... 

ESCRITARIA...


O Jornal de Notícias pela pena de José Vinha, jornalista que respeito e admiro, trouxe mais uma vez a Escritaria que encheu uma das páginas do jornal.
Vem inseridos na peça depoimentos de três penafidelenses sobre o festival literário. Todos eles dizem que é positivo para Penafiel. Não sei se o José Vinha recolheu alguma opinião menos favorável sobre o assunto, mas vamos pensar que não. Parece que toda a gente é a favor da Escritaria. O Alfredo de Sousa até delira. Há quem deite foguetes, e apanhe as canas. O que eu sei é que há de facto muita gente que não vai com aquilo e não é por motivos políticos. Há de facto muita gente que nem sabe o que aquilo é. Há pessoas desta cidade que não querem saber, que há coisas mais importantes em Penafiel por resolver. A Câmara Municipal de Penafiel tem por exemplo uma dívida de 50 milhões de euros. Que necessitou de recorrer a um empréstimo de 4 milhões para fazer pagamentos mais urgentes. Que ainda há dias deu emprego (honra lhe seja feita) a um cidadão para assessorar um assessor.  
Dizer que esta coisa traz gente a Penafiel, não é verdade. Toda a gente sabe que o que traz gente a Penafiel é uma boa pinga. Ponham os olhos no S. Martinho. É gente a mato de canecas Sentir Penafiel na mão a correr as pipas todas em busca do saboroso néctar. 
Se o José Vinha viesse ter comigo para lhe dar a minha opinião, eu simplesmente lhe diria que...

sábado, 27 de outubro de 2012

ESCRITARIA EM OBRAS...




Cenários de mau gosto. 
Ou então é impressionismo na verdadeira acepção da palavra...

CANDEEIROS LINDOS...


Foram plantar um candeeiro mesmo no meio do caminho. Isto foi mesmo à sorte. Foi onde calhou. Já agora digo-lhes que este candeeiros não se enquadram no local. Estes candeeiros são mais próprios para estradas e não para zonas históricas como esta. Que venha cá agora o Fernando Alves da TSF dizer maravilhas de Penafiel. 
A propósito do Fernando Alves e dos elogios que fez de Penafiel, quando aqui esteve. Eu gostava que ele tivesse visto Penafiel antes da regeneração, concretamente os passeios e se calhar os "Sinais" seriam outros...

ANTÓNIO LOBO ANTUNES...


DIA DE S. SIMÃO...

Há dias eu disse aqui que o Dia Mundial do Teatro era no dia 27 de Outubro. Afinal eu estava enganado. Até brinquei um pouco com a possibilidade de "inauguração" do Cine Teatro de Penafiel no local onde está a surgir um grandessíssimo centro escolar. A todos as minhas desculpas, em particular ao Sr. presidente da Câmara, Dr. Alberto Santos, que foi um dos principais visados.
O Dia Mundial do Teatro é, e todos sabemos, no dia 27 de Março.
No dia em que publiquei essa mensagem tive cerca de 200 visitas e ninguém me corrigiu. Não se pode contar com ninguém, porra!
Hoje é 27 de Outubro e já estava a prepara-me para mais uma alusão ao facto de em Penafiel esta data passar ao lado. Afinal hoje é dia de S. Simão. Será? Já não tenho a certeza. Se calhar é amanhã...

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

ADÁGIO DE ALBINONI...


Hoje foi um dos dias em que me apetecia fazer e não fiz. Apetecia-me insultar meio mundo e deixar outro meio para,  com os pés de preferência nus, pontapear as folhas caídas das árvores. Gostava de acariciar aquelas cores todas que se vão acumulando pelos jardins da minha cidade. Mas não aconteceu. Não descalcei os sapatos. O tempo estava de chuva, tal qual como eu gosto, mas vi algo que chocou os meus olhos e que tem a ver com a minha cidade. Não gostei. Não gosto. Por isso só me resta, agora que é já um pouco tarde da noite, ouvir este adágio que me acompanha sempre que fico desnorteado com o que vejo, oiço e sinto. E sinto muito...

terça-feira, 23 de outubro de 2012

SINAIS DE TRÂNSITO...


Este sinal de passagem de peões não estará demasiado em cima da passadeira? Este local é na Rua Engenheiro Matos. Mas nas outras ruas da cidade está pouco mais ou menos igual. Os automobilistas, só se apercebem das passadeiras quando já estão a passar por elas. O vereador do trânsito da Câmara Municipal de Penafiel não é a mesma pessoa que espreita a janela do poder nesta terra? Mau sinal...

PESSOAS...

Papagaios à presidência?

Armstrong o menor...

Fidel o maior...

Fotos retiradas 
dos jornal I, Público e DN de 23/10/12

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

A PRAÇA DOS CARROS...


Os táxis não estão ao contrário? Eu acho que estão. Quem se lembrou de os virar ao contrário não se lembrou de algumas coisas. Antes, os taxistas quando tinham que se aproximar do locar de embarque de eventuais passageiros, bastava dar um pequeno empurrão, porque era ligeiramente inclinado. Agora têm de colocar o carro a trabalhar para se deslocarem um pouco mais à frente, porque agora sobe ainda que ligeiramente. Segundo os taxistas que eu ouvi, este sistema é mais prejudicial. Vai haver aumento de gases tóxicos no ar. Maior desgaste no motor de arranque, mais gasto de gasolina. Isto tudo somado, não é brincadeira nenhuma. Fico com a impressão que mais uma vez se fez uma obra sem pensar nos principais interessados, neste caso os taxistas. Aqui em Penafiel é assim: alguém pensou e logo se realizou. E pronto andamos nisto. As pessoas não são ouvidas. 
Penafiel está a ficar mais poluída, com estas trocas e baldrocas. Ponham os olhos na rampa das Freiras. Subir não gasta mais gasolina e não lança para o ar mais CO2, do que descer? Claro que sim. Mas parece que na Câmara Municipal assim não se pensa...

FALTA DE FÉ...


Meus amigos tenham fé. Porque a fé virá e enchervos-á a barriga. Pobres deste país, não percam a esperança. Um dia sereis ricos. Tenham muita fé. Tenham calma que o trabalho e o dinheiro já estão ali ai virar da... fé...

Recorte do JN de 22/10/12

domingo, 21 de outubro de 2012

PAI E FILHO...

Depois de verem este vídeo, é caso para meditar...

O PADRE FRANCISCO...


"Numa altura em que o nosso país vive um momento de incerteza e de muitas dificuldades, este Ano da Fé pode ajudar-nos a reafirmar a esperança em Deus e a transmiti-la em todos os ambientes que nos rodeiam, começando pela família e pelo local de trabalho. Reconhecer a identidade cristã é um sinal de maturidade e fundamental para a construção de um futuro sólido. É o tempo certo para cada um dar razões da sua fé."



Este parágrafo faz parte do último editorial do senhor padre Francisco, director do jornal de Paredes " Verdadeiro Olhar". Esqueceu-se de finalizar a sua eucaristia com a palavra "amém". Ficava bem, não ficava?
Com que então é com a fé que isto vai para a frente, senhor padre? Então espere sentado. O povo que tem fé que espere sentado que vai ver como arranja trabalho, como tem dinheiro para medicamentos, como deixa de entregar as suas casas aos bancos, como sai das suas situações de miséria e de fome para um futuro melhor. Vai ser com fé que Passos Coelho vai começar a ser mais competente. Vai ser com fé que o Portas vai desfazer o negócio dos submarinos. Vai ser com fé que o Jardim Gonçalves vai doar parte da sua pensão pelos pobres deste país. Vai seu com fé que a troika, vai baixar os juros ou alargar os prazos de pagamento da dívida que já temos para com ela. 
Olhe senhor padre, tenha juízo nessa cabeça que já tem idade par isso. Isso da fé foi um grande cavalo de batalha que muitos usaram para espoliar, roubar, matar, e meter na obscuridade nações, países inteiros, para manterem na ignorância gerações atrás de gerações, tantas que veja lá como estávamos quando se deu o 25 de Abril. Atrasados, analfabetos e ignorantes. Foi este  o legado que nos foi deixado por esse beato chamado Salazar, muito amigo do cardeal Cerejeira. O senhor padre sabe disso, mas insiste junto dos mais desfavorecidos intelectualmente, que a fé é que nos salva.
Quanto à identidade do cristianismo, que tanto venera, aconselho-o a ler um pouco mais. Não vá mais longe. Leia a "Escrava de Córdova" do escritor penafidelense Alberto S. Santos, e sinta como eram os cristãos em tempos remotos. Feios, porcos e maus, eram o que eles eram, que veio a confirmar-se com as assassinas cruzadas e com "nossa" Reconquista Cristã.  Felizmente que Cristo está fora disto. Sabe porquê? Porque ele não tinha fezada nenhuma nos cristãos que lhe sucederam. 
Senhor padre Francisco, deite fora o seu catecismo. Esse já foi. Há muito... 

 PS.  Eu podia apostar, em que se o futuro candidato da esquerda à Câmara Municipal de Penafiel estivesse à frente na sua recente sondagem, ele não a publicaria no seu jornal. Sabem porquê? Porque o Dr. Antonino de Sousa é uma pessoa de fé.

Foto retirada do jornal
Verdadeiro Olhar

sábado, 20 de outubro de 2012

JARDIM GONÇALVES...


Este senhor tem uma pensão de 175 000 euros por mês. E agora? Quantos anos trabalhou, para ter uma reforma destas? Talvez 500. Este "Jardim" aufere mais de mil contos por dia. E agora? Que vai ser da gente, quando daqui a sete anos não houver 3 ou 4 centenas de euros para conseguir colocar na mesa um prato de comida? Desculpem a linguagem, mas este país é mesmo filho da puta... 

CHAMEM A POLÍCIA...


ANTES E DEPOIS...


EMIGRAÇÃO...


O SENHOR SILVA...


ESPECTÁCULO...


sexta-feira, 19 de outubro de 2012

A MORTE SAIU À RUA - Manuel António Pina


Foi um murro no estômago que levei ao fim da tarde de hoje. Morreu Manuel António Pina. 
Eu perguntava-me muitas vezes porque razão ele tinha deixado de escrever as suas crónicas no "Notícias". Eram as últimas letras do jornal mas que eu lia em primeiro lugar. Sempre gostei de ler o jornal (qualquer jornal) de trás para a frente. POR OUTRAS PALAVRAS, eu gostava de começar a leitura pelo Prémio Camões de 2011. E para além de ser  uma grande poeta, um grande escritor, ele tinha duas coisas em comum comigo, ou eu com ele: era de esquerda e um grande defensor dos animais. Ele comprometia-me com a minha relação com o nosso quotidiano. Eu aprendi com ele a ser um ser humano mais humano com as suas escritas, com as suas palavras que quantas vezes transformava em poemas. Gostava de facto deste homem. E este homem, este poeta merecia ter mais vida, mais tempos para continuar a condicionar temperamentos sobre as pessoas que o liam. Não é fácil saber que MANUEL ANTÓNIO PINA morreu...

   

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

O REGA BOFE...


Clicar para ampliar e assim melhor ler este fartar vilanagem...

A MORTE SAIU À RUA - Sylvia Kristel


Quem era esta senhora? Era uma mulher lindíssima que interpretou uma série de filmes eróticos intitulados "Emmanuelle", durante a década de setenta. Faleceu hoje vítima de AVC. Tinha 60 anos. Aqui ficam algumas imagens de Sylvia Kristel em Emmanuelle...

SAMARITANAS...


Isto deve ser a consciência a pesar-lhes. Andaram anos e anos a esbanjar dinheiros públicos, onde quer que seja e em tudo quanto é lado e agora vêm como boas samaritanas tentar redimir-se...

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

ACTIVIDADES SEXUAIS...


Clicar para ampliar e ler melhor...

ADRIANO CORREIA DE OLIVEIRA...

Imperdoável. Pensei que era hoje que Adriano Correia de Oliveira fazia anos que nos deixou. Afinal foi em 16 de Outubro de 1982 que o grupo onde faziam parte, Zeca Afonso, Manuel Freire, Francisco Fanhais, Vitorino, Janita Salomé, Sérgio Godinho entre tantos outros, ficou mais pobre. 
Por vontade política, por incompetência de quem nos tem governado, Portugal voltou aos tempos da emigração. Os portugueses procuram fora aquilo que aqui lhes é negado, como no tempo de Salazar. O país está de rastos e as pessoas têm que partir em busca do seu pão. Aqui fica o "Cantar de Emigração" em homenagem ao homem de Avintes que um dia encontrou José Afonso em Coimbra e foram por este país denunciar as agruras de um povo amordaçado... 

O CAOS SOCIAL...


Primeira página do Jornal de Notícias

terça-feira, 16 de outubro de 2012

LIVRE DE IMPOSTOS...


Muito se tem falado de impostos. Há impostos para todos os gostos. Mas ninguém gosta de os pagar. E tem o seu quê de justo, porque muitas vezes os cidadãos pagam impostos duas e três vezes, pela prestação do mesmo serviço. Eu não tenho esse problema. Eu sou um previlegiado nesta matéria. Sou uma pessoa feliz neste imenso Portugal, que tem um pé numa galera e outro no fundo do mar.
Estou feliz e contente porquê? Depois de uma vida inteira de trabalho, basta dizer que aos sessenta anos de idade, tinha cinquenta de trabalho, mereço uma réstea de felicidade nesta vida que são dois dias e o primeiro já passou.  
Eu não pago impostos. Não há político nenhum que beneficie dos meus impostos. A mim ninguém me impõe nada. Não pago IMI. Não pago IRS. Se for a uma consulta no hospital estou isento.  Se for ao centro de saúde da minha aldeia, pago zero. Se necessitar de fazer todo o tipo de exames médicos, não pago um cêntimo. O governo não me cortou o subsídio de Natal. Passos Coelho não me cortou o subsídio de férias. De que é que posso queixar, se não há machado que me corte o que quer que seja? Nem a raíz ao pensamento...

Texto publicado hoje no JN

REFORMAS E PENSÕES...


Se a Segurança Social só tem dinheiro para mais sete anos, é porque os sucessivos governos  não sabem fazer contas, nem a quantas andam. A Caixa Nacional de Aposentações e a Segurança Social andam a dar dinheiro a mais a muita gente. Por exemplo, um casal de ex-professores, um casal de ex-magistrados, um casal de ex- políticos têm necessidade de receber à volta de dez mil euros por mês de reforma? Faz sentido algum que haja pensões acima de 4.000 euros? Faz sentido que Cavaco Silva tenha duas os três reformas? Faz sentido que este senhor, o que tem o posto mais alto da soberania do nosso país se dê ao luxo de optar pelo maior rendimento?  Porque razão ele não dá o exemplo e abdica do que recebe a mais? Faz algum sentido que o Mira Amaral, que trabalhou meia dúzia de anos na CGD, tenha uma pensão na ordem dos 18 mil euros? Quem diz estes, diz outros que estão a desviar os dinheiros de quem o merece, por exemplo de pessoas que trabalharam uma vida inteira e por este andar não vão ter um tostão para sobreviver.
Moralize-se a distribuição de riqueza. Anda por aí muita gente que não merece dez por cento daquilo que recebe ao fim do mês. NINGUÉM DEVE TER MAIS QUE UMA PENSÃO. Depois vêm dizer que os sacrifícios são para todos. Uma ova é que são...

SEM COMENTÁRIOS...

Jornal de Notícias

Correia da Manhã

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

MOZART SEMPRE...

Vamos deixar Penafiel e sua mãe Arrifana de Sousa entenderem-se. Enquanto isso ouçam esta sinfonia. É boa para apaziguar algumas emoções, algumas paixões um tanto desordenadas. O caos emocional é o pior que nos pode acontecer. Vamos ter calma. Ouçam Mozart até às tantas, e vão ver que vão dormir mais descansados e leves que nem uma folha outonal que se desprende da sua árvore...  

PENAFIEL SEMPRE, MAS...


Esta história da mudança do nome de Penafiel para Arrifana de Sousa, está a dar muito que falar. As redes sociais estão cheias. Também vejo muita politiquice no meio disto tudo. Afinal há muita gente como eu: bairrista. Seja ou não defeito, o certo é que o bairrismo é um sentimento legítimo e é nestas alturas que ele mais se manifesta.
Devo dizer que eu não faria nenhuma mudança de nome da nossa freguesia sem ouvir os principais interessados que são os penafidelenses.
Mas, uma vez que já está aprovado na Assembleia Municipal, vamos pensar nisto com a cabeça mais fria. Arrifana de Sousa não é nenhum palavrão. Muitas das nossas raízes vieram de lá. Arrifana de Sousa era o cantinho dos nosso avós, bisavós e trisavós. O nome Arrifana de Sousa vem de uma vila que é o chão que nós pisamos. Penafiel é um nome que veio de um castelo lá para os lados de Oldrões. Não estou a minimizar o nome da nossa freguesia. Mas gosto tanto de Penafiel como de Arrifana de Sousa, embora Penafiel me soe mais poético. É de facto mais bonito o actual nome da nossa freguesia. Depois ninguém vai fazer qualquer funeral a Penafiel. Penafiel será sempre o nome da nossa cidade.
Claro que Novelas, Santa Marta, Milhundos, Santiago e Marecos não gostaram do que se aprovou. Eu se estivesse na pele deles também não gostaria. Estes penafidelenses têm de pensar que apenas perderam ou vão perder a sede das suas Juntas de Freguesia, porque o nome destas localidades não deixa de existir, tal qual como Penafiel, quando a freguesia se passar a chamar Arrifana de Sousa.
Pronto. Eu não mudaria estas coisas assim, embora reconheça que se calhar era necessário reduzir o número de freguesias. 38 é muita coisa. Metade chegava. Como é possível que Barcelos tenha cerca de 100 freguesias? Não pode ser. Agora que tudo devia ser discutido, levasse o tempo que levasse, aí eu estou de acordo. Ouvir os cidadãos é fundamental, é necessário e democrático.
Termino dizendo que mais importante que mudar de nome da freguesia, era mudar o nome de algumas ruas da cidade. Isso é que era... 

domingo, 14 de outubro de 2012

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE PENAFIEL...


Amigos vejam este vídeo e reparem como o nosso Presidente da Câmara sacode a água do capote. Parece que esta história não é com ele, nem com a Câmara. Lamento e segundo as suas palavras que os vereadores do PS tenham votado a favor desta reforma (disforme) administrativa ou territorial. 
Eu creio que ainda há muita coisa para saber no aspecto da legalidade desta reforma. Porque é que a malha urbana de Penafiel tem de ter 15000 habitantes. Quem se lembrou disto? Quem transformou isto em lei que agora temos de obedecer? Segundo as palavras de Alberto Santos, tem de entrar na Assembleia da República uma proposta de redução de freguesias, porque se não entrar, não sei quem,  o governo ou a AR reduzirá para 25 freguesias o concelho de Penafiel, sem apelo nem agravo, como se isto fosse deles e o povo não contasse. 
Neste vídeo ninguém fala da alteração do nome da freguesia de Penafiel, Novelas, Santiago, Santa Marta, Milhundos e Marecos para Arrifana de Sousa. Parece que isso não é importante. Pode não ser para toda a gente, mas se calhar é para a esmagadora maioria dos penafidelenses. E a maioria dos votantes votaram nesta coligação.
Neste vídeo irrita-me particularmente a pequenez de Rodrigo Lopes. Este político está completamente doente. É de uma subserviência atroz a Alberto Santos e Companhia. 
Sempre gostaria de saber como votaram os presidentes de Junta de Santiago e Santa Marta que são do PSD. O meu amigo Bessa presidente de Junta de Santa Marta sempre dizia que era contra a extinção da sua freguesia. Gostaria de saber como votou esta proposta. 
Eu acho que esta reforma vai prejudicar especialmente a freguesia de Novelas. Deixa de ser freguesia para passar a ser um mero e simples lugar. É mau para os novelenses. Esta freguesia era muito importante no contexto do concelho. 
Quanto a Penafiel. Esta cidade não deixa de ser Penafiel. Mais, conquista o Centro de Saúde, as Escolas Secundárias, a Agrival, o Parque da Cidade, a Magik Land,  a estação de Novelas, a Anta de Santa Marta, que estavam fora da freguesia penafidelense. Mas verdade seja dita, eu preferia que tudo ficasse como estava. Creio que havia mais sossego e felicidade nos penafidelenses e isso é que mais conta. O povo tem que se sentir feliz...
Sentir a penafidelidade é sentir a responsabilidade disse Alberto Santos, neste vídeo. Não é. Claro que não é. Sentir a penafidelidade é ser fiel a Penafiel e esta foi traída...

sábado, 13 de outubro de 2012

MÁRIO MAGALHÃES...


O deputado da Assembleia da República  Mário Magalhães na sua página do facebook diz a propósito da recente reforma administrativa de Penafiel:

Caros Amigos,
Considerando a importância do tema para o futuro da nossa terra, não
posso deixar de expressar a minha opinião, da pronúncia sobre a
reorganização administrativa do território que ontem foi aprovada pela
Assembleia Municipal de Penafiel.

Quero começar por saudar os membros da Assembleia Municipal de
Penafiel, pela solução apresentada, e dado a mesma nos termos da Lei,
ter sido realizada localmente permitiu garantir a menor redução de
freguesias, e ainda aproveitar o aumento de dotação financeira das
freguesias agregadas.

Quanto em concreto á nova freguesia Urbana que tem por base o
agrupamento de Penafiel, Santa Marta, Milhundos, Santiago de
Subarrifana, Marecos e Novelas, foi aprovado na prenuncia a nova
denominação de Freguesia de Arrifana de Sousa, permitam-me dizer o
seguinte;

1º A questão é tão sensível e importante, que me parecem não estar
reunidas as mínimas condições da mudança de nome pelos seguintes
motivos;

a) Não foi fomentado o necessário e atempado debate, próprio das
decisões tomadas em Democracia.

b) Não foi garantida a participação da população na escolha, nem feita
a reflexão conjunta com as forças vivas da cidade e freguesias,
instituições e sociedade civil.

c) Não foram informadas, nem auscultadas as assembleias de freguesias.

2º Durante toda a discussão, ficou patente existir um sentimento nas
pessoas das freguesias urbanas que agora agregaram, de preferência por
passarem a pertencer a PENAFIEL, uma cidade com 242 anos e capital da
região.

3º Esta é a oportunidade de reforçar a marca, e a força da denominação
PENAFIEL, congregando a força das seis freguesias agregadas numa
Freguesia e numa cidade, e um nome PENAFIEL, correndo-se o risco de
serem dois territórios diferentes, o da cidade que continua dentro das
paredes urbanas, e o das terras agregadas a ser Arrifana de Sousa.

Porque esta decisão não pode ser tomada de animo leve, não vou lavar
as mãos como Pilatos, refugiando me na representação institucional, e
na simples tarefa de aprovar a pronuncia da Assembleia Municipal.

Vou pois a partir de hoje começar a ouvir e SENTIR as populações de
todo o território agregado de PENAFIEL.

Mais declaro o meu apoio incondicional, aquela que for a vontade
maioritária da população, dentro das minhas competências para que o
nome do novo território da cidade de PENAFIEL, seja o que
Verdadeiramente PENAFIEL QUER.

AS FREGUESIAS...

Os pontos a vermelho seriam as freguesias com Juntas

Este blogue já tinha apresentado este mesmo mapa das futuras freguesias do concelho de Penafiel. A redução ainda era maior. Sem puxar a brasa para a minha sardinha, eu entendo que esta era a melhor solução sem mexer nos nomes das freguesias, como vai ser o caso da de Penafiel. É evidente que a agregação das freguesias traz reacções e confusões. É natural. Por isso eu acho que esta redução que foi feita e aprovada na Assembleia municipal, foi feita à revelia das populações. Eu penso que com mais conversações, as pessoas chegariam a um bom entendimento. Foi feita por políticos e os políticos só mostram que não sabem o que querem, não sabem o que é melhor para Penafiel. Acho que mudar os nomes, não faz sentido. Arrifana do Sousa já foi. Agora seria e para todo o sempre Penafiel. Novelas, Santiago, Santa Marta, Milhundos e Marecos, ficariam com os nomes que sempre tiveram independentemente de terem ou não Junta de Freguesia. Repito, os nomes das freguesias deviam manter-se, as sedes das Juntas é que de facto teriam e têm de ser reduzidas. Temos de concordar que Penafiel tem freguesias a mais. Tem de facto, vamos reduzi-las, mas sem lhes tirar aquilo que mais mexe nos seus fregueses, que são os seus nomes. Penafiel é Penafiel e Novelas é Novelas, tenham ou não Juntas de Freguesia...
No mapa que ilustra este texto mostra o seguinte: Se eu sou de Santiago, não deixo de ser de Santiago, só que passaria a pertencer à freguesia de Novelas. Rande já foi freguesia e não deixou de ser Rande. Continua a ser Rande incorporada à freguesia de Milhundos. Sebolido ainda há poucos anos é que passou a ser freguesia, antes pertencia à freguesia de Rio Mau. E estava bem. Agora é que está mal.
Nós sabemos que por exemplo, a cidade de Paredes não tem Junta de Freguesia de Paredes. Tem é de Castelões de Cepeda e a cidade de Paredes não deixa de ser cidade de Paredes. Em Penafiel vai acontecer o mesmo. Penafiel vai continuar a ser a cidade de Penafiel, só que a freguesia passará a chamar-se Arrifana do Sousa, alargadas a outras localidades mais próximas, como são os casos de Novelas, Santiago, Santa Marta, Milhundos e Marecos.
A mudança de nome da nossa freguesia não me parece correcta, mas não é fracturante. Se calhar ainda vamos voltar a cantar os versos de José Júlio: "Pela terra da Arrifana alegre e linda / Pela terra que deu berço ao nosso Ser / Arde a chama dum amor que nunca finda / Que nem mesmo a própria morte há-de vencer!"...

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

EIS A NOTÍCIA...

Maioria PSD/CDS na Assembleia Municipal de Penafiel aprovou redução de 10 freguesias

A Assembleia Municipal de Penafiel, de maioria PSD/CDS, aprovou esta quinta-feira à noite a redução de 10 freguesias no âmbito do processo de reforma administrativa.
Os 45 votos da bancada da Coligação Penafiel Quer (PSD/CDS) foram suficientes para viabilizar a agregação de freguesias. Contra a proposta votaram 26 deputados, a maioria do PS, registando-se ainda três abstenções.
Uma proposta conjunta do PS e da CDU rejeitando a agregação de freguesias foi chumbada pela maioria.
A deliberação aprovada aponta para a criação de um grande núcleo urbano na sede do concelho, agregando as atuais freguesias de Penafiel, Milhundos, Marecos, Novelas, Santa Marta e Santiago de Subarrifana. Este núcleo urbano adotará a designação da antiga vila de Arrifana de Sousa.
O plenário aprovou ainda a agregação das freguesias de Guilhufe e Urrô. De acordo com a proposta também ocorrerá uma agregação entre as atuais freguesias de Luzim e Vila Cova.
Para outra zona do concelho, a maioria PSD/CDS preconiza a agregação das freguesias de Lagares e Figueira.
No sul do concelho deverá, de acordo com a proposta, proceder-se à agregação de Pinheiro, Portela e S. Miguel de Paredes, passando a nova freguesia a designar-se Termas de S. Vicente.
As demais freguesias do concelho vão manter a configuração atual, passando o município de Penafiel a contar com 28 freguesias contra as 38 do mapa em vigor.
Para o PS de Penafiel, maior força política da oposição, a agregação de freguesias obedece a um "critério meramente quilométrico".
O líder concelhio socialista, André Ferreira, acusou a Câmara de não ter "revelado coragem de apresentar uma proposta".
"O senhor tentou passar na chuva sem se molhar", disse o dirigente do PS, voltando-se para o presidente do executivo, Alberto Santos (PSD).
"Isto não é uma forma séria de fazer política", acrescentou André Ferreira, insistindo que a coligação no poder "vai ter de explicar às populações porque extinguiu as freguesias".
Para o PS local, o Governo tem recuado em várias matérias e também poderá vir a recuar na agregação de freguesias se a legislação continuar a ser contestada por um elevado número autarquias.
Jesus Ferreira, único representante da CDU, censurou a posição da maioria, recordando que há poucos meses a assembleia municipal pronunciou-se por unanimidade contra a extinção de freguesias.
Rodrigo Lopes, líder da bancada do PSD/CDS defendeu a proposta, considerando-a "sensata atendendo ao contexto".
"Está em causa o cumprimento de uma lei da República Portuguesa", lembrou.
O presidente da Câmara, Alberto Santos, destacou ao plenário que se a Assembleia Municipal não se pronunciasse teria de ser a unidade técnica da Assembleia da República a fazê-lo, diminuindo para 25 o número de freguesias.
"Se apresentarmos a proposta o número de freguesias passará a ser 28", insistiu o edil, apelando à responsabilidade dos eleitos e criticando o PS e o seu líder local por estar a aproveitar esta matéria "para fazer campanha eleitoral".
Alberto Santos defendeu, por outro lado, que esta reforma decorre da negociação com a 'troika' liderada pelo último Governo do PS.
Respondendo às críticas da bancada socialista, o edil social-democrata disse que o secretário-geral do PS, António José Seguro, tem elogiado algumas câmaras que promoveram a agregação de freguesias.

Jornal de Notícias

PENAFIEL...


Isso é que era bom. 
Penafidelenses, ponham os olhos nesta notícia do "Verdadeiro Olhar" e depois olhem para Penafiel, olhem para a nossa cidade e digam de sua justiça se Antonino de Sousa merece ser o próximo Presidente da Câmara. Isso é que era bom. Porque a regeneração urbana de Penafiel também é obra do Dr. Antonino. 
Um penafidelense de olhos abertos, quer outro rumo para Penafiel. Não quer a continuação desta calamidade chamada "Penafiel Quer" ou "Sentir Penafiel".  
Ainda agora ouvi falar na reforma administrativa do concelho de Penafiel. Querem mudar o nome da cidade Penafiel para Penafiel-Arrifana do Sousa ou coisa parecida. Isto é de doidos. Esta mudança ou dança das freguesias é a maior estupidez que se pode imaginar. Englobar à freguesia de Penafiel mais umas quantas, só de pessoas que não percebem o alcance destas medidas. Já uma vez eu mostrei aqui um mapa com uma redução de freguesias que não mexe com o nome da de Penafiel. 
Eu fico a pensar, não em quem temos na Câmara Municipal de Penafiel, mas no que é que temos na Câmara Municipal de Penafiel. Porque o que se tem feito ultimamente nesta terra, não é de gente. Lá dentro não estão pessoas. Dentro da Câmara Municipal está algum corpo estranho, que é necessário exorcizar. 
Voltarei ao assunto da mudança de nome de Penafiel, quando estiver na posse de mais dados... 

Recorte do jornal "Verdadeiro Olhar"

SEM COMENTÁRIOS...

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

ALIANÇA...


Assim está bem. Junto ao café-pastelaria Aliança colocaram calçada à portuguesa no passeio. Isto é uma medida de bom gosto e bom senso. Parabéns à Câmara. Isto é outra música. Assim sim...

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

terça-feira, 9 de outubro de 2012

A MORTE SAIU À RUA - Nuno Grande

Conheço-o das crónicas do JN. Belíssimos textos de uma pessoa humanista e de esquerda. Faleceu ontem com 80 anos. Foi o fundador do Instituto de Ciências Bio-médicas Abel Salazar. Fica aqui uma pequena homenagem de gente que valeu a pena, muito a pena, ter vivido. O Dr. Nuno era de facto Grande...

SUÉCIA É UMA LIÇÃO...

Será a Suécia um país do terceiro mundo?
Se calhar é. Vejam este vídeo...

CHÁVEZ NA CADEIRA...


Hugo Chávez apanhou seis anos de cadeira...

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

O PINTOR E A CIDADE...


Através de um  blogue do Porto descobri este filme de Manuel de Oliveira sobre o Porto e o seu maior pintor, António Cruz. Para quem gostar de pintura, da cidade do Porto como eu gosto, esta quase meia hora é uma preciosidade. Pelo menos fica aqui a vontade de divulgar a capital do nosso distrito da década de 50 do século passado e um dos seus maiores "filhos"...

CHÁVEZ GANHOU...


Hoje faz anos que mataram Che Guevara. Hoje também se soube da vitória eleitoral de Hugo Chávez. O candidato "americano" hoje perdeu, mas os americanos há 45 anos ganharam quando a CIA assassinou El Comandante. 
Apesar de algum populismo de Chávez, venceu quem devia vencer. Venceu o socialismo. Perdeu o capitalismo selvagem que se preparava para assaltar a Venezuela e transforma-la numa colónia, num casino americano. Por isso faz todo o sentido uma pequena homenagem a Che Guevara:

O EMPRÉSTIMO...


Não entendo. Não entendo nada do que se passa no sector financeiro da Câmara Municipal de Penafiel. Mas algumas questões impõem-se. Andam a gastar 2 milhões de euros em obras regenerativas no centro histórico com alguns trabalhos mesmo surrealistas. Há dias vieram com um programa demagógico de ajuda aos mais pobrezinhos do concelho de Penafiel, chamado pomposamente de Plano de Solidariedade Municipal e agora vão ao governo pedir dinheiro para pagar dívidas.
Eu não entendo, porque não é fácil entender. Se pedem dinheiro ao Estado, é porque estão "tesos". Se estão "tesos", porque andam a levantar passeios e pôr outros, a fazer quiosques desnecessários, torres absurdas, a baixar o IMI, e a derrama e vão dar o bacalhau do Natal aos pobres? Mais, vão pedir quatro milhões a outros "tesos". Sim porque não é um governo cheio de dinheiro, que tem em cima das suas costas a troika agiota. Um governo rico não passa a vida a meter as mãos nos bolsos dos contribuintes.
Como disse, eu não entendo. Quem entende são os políticos de Penafiel, incluindo o PS que votou favoravelmente em reuniões de Câmara e de Assembleia Municipal. 
Quem não tem dinheiro não tem vícios. É uma frase muito foleira, mas é uma realidade. Eu se tivesse dinheiro já tinha deitado fora o meu carro "vintage" e comprado outro. Mas não vou pedir dinheiro emprestado para adquirir um pópó novo. Eu sei fazer contas. Desculpem lá, mas eu sei fazer contas...

Recorte do jornal
Notícias de Penafiel

FECHAR AS PORTAS...

Querem apostar que o sujeito de cima um dia destes vai fechar as Portas a estes sorridentes de baixo? Vamos esperar para ver...
Recorte da última edição do expresso

domingo, 7 de outubro de 2012

LEONARD COHEN...


Hoje é dia de Leonard Cohen. Este senhor da música mundial está hoje no Pavilhão Atlântico para durante quatro horas encher de magia aquele espaço que o acolhe há alguns anos consecutivos. Os seus 78 anos não fazem dele menor. Mantém o mesmo estilo enviando as suas mensagens a todo o mundo que o aplaude. Aqui fica um pouco dele, que é muito... muito bom!

sábado, 6 de outubro de 2012

O ESTADO NOVO...

CALÇADA À PORTUGUESA...


Estas imagens vão direitinhas para o nosso presidente da Câmara Municipal de Penafiel, Dr. Alberto Santos, porque é ele o grande responsável pela destruição da calçada à portuguesa de Penafiel. Alberto Santos não sabe, mas devia saber que estes chãos são a  maior referência das cidades e Penafiel deixou de ser uma bela cidade. Penafiel passou a ser uma cidade cinzenta por obra e graça desgraçada de um escritor, um homem de cultura, o que ainda é mais grave, porque uma pessoa de cultura, tem de  ter memória e respeito pela história.  
Lembre-se Sr. Presidente - já o disse tantas vezes - o senhor cometeu o maior crime patrimonial de sempre em Penafiel. Esse estigma o Sr. vai carregar a vida inteira. Tendo em conta que ainda é muito novo, vai ser penoso.
Nunca se esqueça disto. O Sr. desgraçou Penafiel. Tornou-a feia. Tornou-a parda, descolorida. Tornou-a numa coisa. O que o safa é que os poucos turistas que nos visitam andam sempre de nariz no ar, não sabem o que estava antes e está agora debaixo dos seus pés. Mas que tenham cuidado, porque as pedras viradas ao contrário pode deixá-los em plano horizontal. 

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

FRANCISCO NAIA...


Já tinham ouvido falar de Francisco Naia? Não? Então não oiçam falar dele. Oiçam-no a cantar. Mais uma maravilha que descobri na prateleira de ouro que existe por aí. Nem tudo é mau em Portugal, enquanto houver "pessoas assim" , como diz o Pedro Barroso, PESSOAS...

O 5 DE OUTUBRO...


Este 5 de Outubro foi o melhor de sempre. Mais uma vez as mulheres estiveram na primeira linha. Uma disse que ganhava 227 euros por mês depois de uma vida de trabalho. Outra cantou Fernando Lopes Graça. Reparem nos "armários" que dominam a senhora. Isto cheira a PIDE. Cheira a salazarismo. Cheira a fascismo. Cheira mal. Esta democracia está morta. Está em decomposição. É necessário outra. É necessário eliminar os políticos, acabar com os partidos e inventar um outro paradigma. Pode haver democracia sem partidos que só sabem comer aquilo que pertence aos outros, ao povo. Isto assim não pode continuar. Um dia destes vai haver "trolha". Um dia destes os políticos vão levar nas "trombas" e a culpa é deles. Isto está a tomar um rumo a caminho da destruição, não deles, mas deste indefeso país. Tudo por culpa dos políticos, que são a coisa mais reles que eu conheço. Andor com eles. 
Reparem nestes dois exemplos (mas há mais) que partem dos dois maiores representantes da democracia portuguesa: Cavaco Silva e Assunção Esteves.  Dois reformados, que não têm o vencimento por aquilo que exercem. Têm o salário que mais lhe convêm. Duas pessoas que não envergonham a classe política, porque ela já a perdeu há muito...